fbpx
Por onde começar o planejamento do seu novo negócio?

empreendendo com alma post

Por onde começar o planejamento do seu novo negócio?

Carol Tomazetti
Escrito por Carol Tomazetti
baixe aí gratuitamente :::

Produtividade para Criativas e Empreendedoras - o guia completo | ebook

Por onde começar o planejamento do seu novo negócio

Eu vou te contar por onde você pode começar o planejamento do seu negócio, mesmo antes de começar seu plano de negócios. E se você ainda nem chegou no plano de negócios e ainda está pensando no seu modelo de negócios, ou se só está investigando a melhor forma de começar, eu também posso te ajudar.

Se eu fosse você, não começar nem pensaria em um negócio antes de pensar sobre o que vou te falar aqui.

O que eu vou te contar aqui, eu aprendi nos meus 5 anos de empreendedorismo na veia, com muito teste, muitos livros, muitos treinamentos e muitas queimadas na pele.

Eu me lembro muito bem na época que eu estava apenas sonhando em ter o meu negócio. Eu trabalhava em uma multinacional e não curtia trabalhar assim. A empresa era maravilhosa, o salário era obeso e os benefícios eram esplêndidos. Mas aquele não era meu lugar.

Eu me lembro muito bem todos os dias que eu chegava para trabalhar, quando eu passava pela porta para a seção de engenharia, parecia que imediatamente uma nuvem negra começava a me perseguir. Não havia sorrisos, não havia alegria, não havia diversão, não havia mudança.

Dá para sentir que meus valores nada tinham a ver com o meu trabalho. Um dia fui tomar banho e senti a minha perna direita paralisada. Eu passava minhas unhas sobre ela e nada sentia. Se algum dia você tiver tomado alguma anestesia, você pode ter ideia do que eu estou falando. Eu sentia que algo estava tocando a minha perna, mas não sentia a dor das unhas passando sobre elas. Eu estava andando mancueba. E meus dedinhos do pé nem se mexiam. Fiz todos os exames e nada. Era stress.

Eu decidi ser empreendedora e criar o emprego dos meus sonhos, ou seja, criar o meu sucesso nos meus próprios termos. Eu comecei a olhar locais para começar meu negócio. Era fácil. Bastava encontrar o lugar, arrumar um nome, copiar umas ideias de cardápios e dava para começar. Só que não…

Ainda bem que eu não tinha dinheiro na época e não consegui começar a minha tão sonhada confeitaria. Porque eu tenho certeza que não teria dado certo. Simplesmente porque eu não comecei pelos motivos certos, pelo caminho certo.

Eu apenas queria começar um negócio… E não é bem assim…

Você é seu sucesso

A lição mais importante de negócios que eu tenho hoje é muito simples e muito poderosa: eu sou o meu sucesso.

Eu sou cocriadora do meu sucesso. O sucesso seu ou do seu negócio independe da economia, da concorrência, do vizinho… Ele depende apenas de você.

A sua realidade é o resultado do que você realmente é.

E o que você é, é construído a partir das suas próprias crenças, das suas verdades, dos seus significados.

Sendo assim, não existe uma ideia de negócio milionária. Existem pessoas que se desenvolvem e criam negócios milionários.

Partindo desse ponto de vista, você pode ver o seu negócio como sua própria e personalizada ferramenta de crescimento. Porque, se depende de você para que ele cresça e tenha sucesso, é fácil. Basta você crescer e se desenvolver, por consequência, ele irá junto.

O planejamento do seu negócio começa em você

E é por isso que eu te afirmo que antes de começar qualquer plano de negócios, ou modelo de negócios, ou tentar desenvolver qualquer ideia de negócios, comece planejando você.

Antes de planejar é preciso entender o que você já é e o que verdadeiramente busca. Eu quero dizer aqui é simplesmente ter consciência de quem é você e para onde você quer ir com o seu negócio.

É bem simples e bem complexo de chegar nesse nível de consciência. Eu demorei 5 anos para chegar até ele. E isso não significa que você irá demorar o mesmo tempo. Cada um tem seu tempo.

O meu propósito aqui é justamente compartilhar com você o que precisei entender e ter consciência para construir o meu sucesso através do empreendedorismo.

ponto doce a sua melhor ideia de negócio

Essa imagem ilustra o ponto doce, que é o ponto de encontro entre você e seu negócio. Porque seu negócio não é só gerar dinheiro. E você também não é o seu negócio.

Na interseção entre você e o seu negócio, está a sua melhor proposta de valor para o seu cliente. E junto com ele, está a sua melhor ferramenta de crescimento.

E quando eu falo em você, eu quero dizer você em vários aspectos da sua vida. Sendo que, para mim, os principais são:

  • estilo de vida
  • sonhos
  • talentos
  • perfil comportamental
  • missão e propósito

Estilo de vida

Quando eu falo em estilo de vida, eu quero dizer puramente mesmo como você imagina que seria sua vida.

Qual é o estilo de vida que você imagina ter para você?

Como são seus dias comuns de trabalho?

Como é a sua rotina de trabalho?

Como você se vê trabalhando todos os dias?

Essa talvez seja a reflexão mais simples e com mais impacto no seu dia a dia. Porque se você não exatamente como quer que seus dias sejam, você vai acabar sendo escravo do seu negócio e da sua própria agenda.

Então, escreva como se fosse uma agenda completa do seu dia ideal, com todos os horários e todas as suas atividades.

Sonhos

Quais são seus sonhos?

Quais são seus sonhos tão grandes que você nem sabe que vai realizá-los, ou que até tem vergonha de falar sobre eles de tão grande que eles são?

Pelos quais motivos você está vivo hoje?

O grande objetivo aqui é literalmente encaixar seus planos e sonhos dentro da sua ideia possível de negócio.

Porque, se você tem um sonho de viajar o mundo todo, não adianta ter um negócio que vai exigir a sua presença integral e constante, não é mesmo?

Talentos

O Dr Marcus Buckingham mapeou todos os talentos que existem na sua pesquisa que virou o livro Descubra os seus pontos fortes. Ele constatou que todos nós temos um padrão de talentos.

Se um dia você imaginou que somente algumas pessoas desse mundo tinham sorte de ter talentos, sinto lhe informar que você está enganado. Todos nós temos um padrão de 5 talentos, ou pontos fortes. E são pontos fortes porque são tudo o que você faz em que se sente forte.

Ou seja, talentos ou pontos fortes são padrões de pensamentos e de comportamentos que você tem naturalmente.

Por exemplo, eu tenho como grande talento a estratégia. Com isso, eu naturalmente tenho a visão macro das coisas. Consigo conectar pontos de um problema ou de uma solução de forma natural.

Veja o livro Descubra seus pontos fortes aqui no Amazon. Ao comprar o livro, ele vem com o código para fazer o teste e mapear os seus talentos.

E por que saber os seus talentos é tão importante?

Porque quando atuamos dentro dos nossos talentos nós nos sentimos fortes, nos sentimo bem. Não vemos as horas se passarem.

É como se fosse um êxtase realizar aquela tarefa. E quando isso acontece dizemos que você está em flow. (tradução = fluxo)

O cientista Dr Mihaly Csikszentmihalyi afirma que quando trabalhamos em flow, por pelo menos uma parte do seu dia, nós presenciamos o sentimento de felicidade plena. Ou seja, trabalhar dentro dos seus talentos no seu dia a dia, vai te ajudar a fluir o seu trabalho e também você se sentirá feliz com o que está fazendo.

Perfil comportamental

Quando eu digo perfil comportamental, quero apenas dizer que é muito estratégico entender como você funciona, como você resolve as atividades da melhor forma, quais são os seus talentos. O grande resultado de um perfil comportamental é seu autoconhecimento.

Quanto mais você entende como você se comporta ou como você funciona, melhor será sua performance em todas as áreas da sua vida.

Se você não sabe qual é o seu perfil, entre em contato comigo e vamos fazer o seu.

E eu super indico isso porque saber os meus talentos, a minha forma de agir e reagir, abriu portas para a forma em que eu enxergava o mundo.

Quanto mais eu me conheço, mais eu entendo a melhor forma de realizar e de conquistar.

Missão e propósito

O seu propósito de vida é o mais fácil de tudo o que estou falando aqui. Porque o seu propósito de vida é ser você mesma. O difícil não encontrar o seu propósito, o difícil é saber quem é você mesma.

Sendo assim, o seu propósito é interno. É o seu porquê. É a sua alma.

O que você faz com o seu propósito é a sua missão, é algo externo que vem do que você realmente acredita que é. É o como.

Sendo assim, as perguntas poderosas são:

Quem é você?

Qual é a sua visão de mundo?

Por que você existe?

Como você contribui com o seu mundo?

Você e seu negócio

Agora, que você já sabe filtrar, ou colocar prioridades antes de começar a pensar em uma ideia de negócios, deixa eu te contar uma coisa: saber fazer alguma coisa não te faz empreendedor.

Eu faço isso porque muitas pessoas já pensam que, por exemplo, eu sei fazer bolo, vou abrir um negócio de bolos. Ou, eu sei costurar roupas, vou abrir um negócio de roupas.

Essa lição eu aprendi na pele. Eu achava que só por saber fazer confeitaria, eu poderia abrir um negócio de confeitaria.

E, se você é muito bom ou boa em fazer uma determinada atividade, de tal forma, que somente isso é fator de importância para você, talvez o que possa ser melhor para você é arrumar um emprego dentro dessa sua grande habilidade.

Deixa eu te explicar melhor…

Quando eu li o livro e-myth, ele traduziu tudo o que eu aprendi nesses 5 anos. Eu penso nele como se fosse uma extensão e união do perfil comportamental e talentos. O autor afirma que para começar um negócio você precisa de pelo menos 03 pessoas (ou perfil de pessoas ou papéis):
* o analista
* o gerente
* o empreendedor

O analista é a pessoa que sabe fazer as atividades para fazer o negócio funcionar. Nesse caso aqui, entra a confeiteira, ou a costureira, ou qualquer pessoa que exerça a atividade principal. Essa pessoa ama o que faz. Ela é brilhantemente boa em fazer o seu trabalho.

O gerente é a pessoa que faz funcionar o fluxo de informações do negócio: o financeiro, o fluxo de caixa, os pagamentos, as contas, os clientes, a entrega dos produtos… É a pessoa que literalmente gerencia o negócio.

O empreendedor é a pessoa da visão, que traz a visão de negócios, o fazer diferente, a inovação, as ideias de produtos, as ideias de melhorias.

São três pessoas completamente diferentes e que eu até hoje não conheci quem seja essas três pessoas ao mesmo tempo.E a pergunta poderosa aqui é: quem é você dessas três pessoas?

Para mim, é bem claro que eu sou a empreendedora. A futurista, a visionária. A pessoa de ação que trás energia para o negócio funcionar.

Sendo assim, quando eu entendi isso, ficou claro para mim que eu não era a confeiteira do meu negócio, eu era a pessoa que trazia as ideias, que fazia diferente, que trazia o diferencial, a inovação.

E, com tudo isso que eu te contei aqui, eu pude finalmente começar a planejar da forma certa a abertura do meu negócio.

Você já pensou nisso antes de começar o seu negócio?

Eaí,

qual o conhecimento que você vai levar para ação? Me conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *