Como ter uma ideia lucrativa?

podcast de empreendedorismo

 

Quer construir um negócio único e lucrativo? Vamos conectar!

Qual é o melhor nicho?

Qual é a melhor ideia?

Como ter uma ideia que vale um milhão de reais?

Em resumo: onde está o pote de ouro?

A única resposta plausível que eu já encontrei para essa grande pergunta é: o pote de ouro está no final do arco íris. (hahahaha)

Sim, só pode estar lá. E sim, deve estar lá porque ninguém nunca conseguiu chegar ao final do arco íris para saber se realmente ele está lá.

Deixando a ironia de lado, o meu ponto de vista é de que não existe uma ideia de um milhão de reais. Não existe a melhor ideia para se ganhar dinheiro. Não existe um nicho perfeito e lucrativo para você explorar.

Simples assim!

Isso porque uma ideia não vale nada. A sua ideia não vale nada.

O que vale são pessoas. Não existe uma ideia que vale um milhão de reais, o que existe são pessoas que conseguem desenvolver uma ideia que valerá um milhão de reais.

Ideias não dão dinheiro. Pessoas dão.

Não é difícil nem complexo esse raciocínio.

Pense comigo: vender brigadeiro é um ótimo negócio. Todo mundo ama. É um ótimo nicho. Ótima ideia!

Por que algumas pessoas conseguem ficar milionárias e outras não conseguem nem ter um real de lucro sobre eles?

A resposta é clara. Não é o brigadeiro que é uma ideia de um milhão de reais. São as pessoas que desenvolveram a ideia do negócio desse brigadeiro que o fizeram valer um milhão de reais.

Quando eu entendi essa visão, a primeira coisa que tomei como prioridade para a minha vida era aprender. Eu precisava aprender e desenvolver esse espírito de negócios, essa ideia do empreendedorismo.

E está funcionando!

Está funcionando tanto que eu já comecei a desenvolver a minha ideia de negócio. E o primeiro passo para desenvolver a minha ideia foi simplesmente não focar na ideia que poderia dar dinheiro.

Eu foquei na inovação, no empreendedorismo. E, principalmente, nos clientes.

A minha conclusão aqui é: pare de procurar a melhor ideia, o nicho perfeito. Foque em você. É em você que começa a melhor ideia, é de você que vai começar o único.

Pare. Aprenda. Aperfeiçoe.

Vale a pena!

 

 

E o próximo passo é:

Eu tenho uma inclinação a sempre me perder nas minhas ideias. Minha cabeça parece que vai explodir. São pensamentos aleatórios e muitas ideias boas.

Mas por enquanto: apenas ideias…

Eu sempre anoto essas ideias. Pois elas são voláteis. Elas vão. Elas vem.

E depois, quando eu tento me lembrar delas, nada. Anotado!

Só que o excesso de criatividade pode ser uma armadilha. Às vezes, são tantas ideias que eu me frusto por não saber por onde começar, por não começar agora…

A pergunta que me ajuda a resolver tudo é assim:

O que eu posso fazer agora para chegar nesse sonho ai?

As ações imediatas, claras e projetadas no sonho dão forças para sempre seguir no caminho. As respostas dessa pergunta são meus combustíveis para continuar sonhando e fazendo.

Mesmo que passo a passo, mas fazendo.

 

 

A dúvida do tempo

É engraçado como o futuro atrapalha muitos planos e começa a ser uma objeção.

Normalmente eu pulo esse tipo de atitude, pois pensar muito no futuro pode atrapalhar demais. A clássica pergunta da objeção do futuro é:

E se… ?

E se a crise chegar?

E se a gente for morar fora?

E se for melhor fazer um curso antes?

E se… tantos e se…

Estou falando isso justamente porque me peguei na armadilha do futuro. As perguntas “e se” acima são todas minhas.

Fazendo um contexto da história:

Eu quero muito abrir meu próprio negócio e eu sinto que a hora é agora. Hoje eu tenho instrução, eu já estudei muito. Eu já tenho condições de seguir esse caminho.

Eu tenho 5 ideias de negócios, que estão todas interligadas. E uma dessas 5 ideias é ter a minha tão sonhada confeitaria.

Só que esses “e se’s” começaram a surgir na minha cabeça.

Será que eu preciso de um curso de culinária para ter uma confeitaria?

Será que eu preciso do super mega hiper blaster curso de Chef Patissier para ter a minha confeitaria?

E se meu esposo for fazer doutorado fora? Como eu farei com esses negócios?

Quando eu percebi que tinham muitos “e se’s” a reação foi espontânea: foda-se.

Se eu for ficar imaginando que tantas coisas podem acontecer, eu simplesmente não vou fazer mais nada. Simples assim!

A decisão então foi: começar o mais cedo possível.

Quando: em Setembro de 2015.

Por que Setembro? É tempo suficiente para arrumar as coisas e juntar uma graninha.

E vou te contando por aqui toda a saga…

Antes que eu me esqueça, se um dia você se pegar na armadilha do “E se?” pergunte-se porque. E pergunte 6 vezes porque e responda o mais sinceramente possível.

Incrível como a técnica do porque consegue sempre buscar as raízes dos problemas.

Engraçado que é uma técnica de solução de problema de engenharia, mas quem disse que ele também não responde questões sentimentais.

Como Simon Sinek já dizia: Tudo começa no seu porque!

 

 

A lista: de não fazer

Eu já fiz muitas listas, de muitos sonhos que quero realizar, de muitos lugares a conhecer, do futuro… do que eu gostaria de fazer.

Até que conheci também o oposto: a lista do que não fazer.

Isso porque decidir o que não fazer libera espaço, libera energia, libera você para pensar em coisas novas. Engraçado que essa lista pega em pontos para mudar, pois são coisas que eu não gosto definitivamente de fazer.

Segundo a Danielle La Porte, para criar a sua lista de não fazer, reflexione:

  • O que eu sou profundamente apaixonada?
  • Qual significado estou buscando?
  • Quais atividades eu me sinto bem em fazer?
  • O que faz sentido econômico?

Na minha lista do que não fazer, é incrível como eu identifico o que eu não quero fazer com a completa falta de talento que eu tenho para executar essas tarefas.

Acontece que, eu sou uma nova empreendedora, entrei há pouco tempo nesse mundo e eu não tenho recursos suficientes para investir em tudo em que eu não tenho talento para fazer, ou em outras palavras, aquilo que tenho pavor de fazer.

O jeito é me virar e fazer tudo ( por enquanto… ).

Mas dentro da minha lista segue:

  • Eu quero parar de editar vídeos
  • Eu quero parar de responder emails por obrigação
  • Eu quero parar de fazer o meu próprio design ( se é que posso chamar de design.. )
  • Eu quero parar de limpar a casa
  • Eu quero parar de fazer tudo sozinha.
  • Eu quero parar de pensar que tenho que fazer tudo sozinha

 

E a sua lista de não fazer, já fez?

 

 

O que esperar de 2015 para o seu negócio?

Uma simples reflexão do que eu escrevi em Janeiro de 2015 e agora maio de 2015. Os termos riscados foram eliminados e os em itálicos foram adicionados.

#01 Quais são as suas realizações de 2014?

As minhas realizações do ano passado são:

  • viver de liberdade
  • empreender
  • ser mais feliz
  • ser mais aberta
  • trabalhar mais aberta
  • ter flexibilidade
  • ter um produto de sucesso
  • crescimento

#02 Quais são as lições que você aprendeu no ano de 2014?

Eu aprendi que eu posso viver dos meus sonhos, das minhas ideias. Que eu posso ter liberdade de escolha e de ação. Que eu posso viver da forma que eu quero (bem divertida) e posso ser feliz assim.

#03 Quais seus sonhos de negócio se tornaram realidade em 2014?

Eu fiz o meu primeiro produto digital, consegui melhorá-lo e ampliá-lo. Consegui ter retorno financeiro das minhas ideias e ainda consegui investir em meus negócios.

#04 Quais foram os pontos fracos do seu negócio? O que você sabe que pode ser melhorado?

Os meus pontos fracos foram o design, ele precisa ser melhorado; a equipe, pois eu faço tudo; o atendimento ao cliente.

#05 Quais lições e desafios você teve com empregados, fornecedores ou terceiros?

Eu tive uma grande lição aprendida com afiliados de produtos digitais. Eu tive a infeliz experiência com pessoas que queria ajudar a divulgar o meu produto apenas para ganhar dinheiro. A falta de profissionalismo foi gigante, além de tirar a minha liberdade. Eu presenciei uma grande ganância por dinheiro, e que se dane o resto.

#06 Quais desafios e bençãos você teve com o atendimento ao cliente no ano passado?

Os grandes desafios foram os clientes sem a mínima estrutura de educação, de respeito e de consideração. É incrível como as pessoas reclamam porque você cobra por um dado serviço ou conhecimento e, em contrapartida, elas não conseguem se quer lhe agradecer por qualquer ajuda dada.

Em compensação, eu tive várias bençãos no atendimento, pois eu tive vários agradecimentos, elogios e mudanças de vida. Como você pode esperar que um ebook sobre brigadeiros possa mudar a vida de algumas pessoas? Foi uma experiência incrível.

#07 Quais foram as áreas em que você sentiu falta de sintonia, difícil de lidar ou coisas loucas no seu negócio? O que poderia ter feito para mudar?

A área em que senti a maior dificuldade de lidar foi o atendimento ao cliente. Eu tenho uma grande dificuldade em lidar com as pessoas, sou bem na minha e sou adepta ao respeito ao próximo. Eu tenho grandes dificuldades em entender a falta de respeito e de educação das pessoas. Em um situação normal, eu apenas ignoro essas pessoas. Dentro de um negócio essa realidade muda, pois é preciso ajudar essas pessoas, pois elas são as minhas clientes.

#08 Quantos dias você tirou para descansar no ano passado?

Voluntariamente, nenhum dia.

#09 Qual a pior coisa sobre o seu negócio em 2014?

Para mim, a pior coisa foi a falta de recursos para poder investir mais e assim poder crescer mais. A falta de um time também foi bem ruim, sinto falta de pessoas para compartilhar o conhecimento e crescer mais.

#10 Qual a melhor coisa sobre o seu negócio em 2014?

A melhor coisa, de looooooonge, foi a liberade! Liberdade de tudo, de tempo, de vida, de ideias, de trabalho… todas as liberdades! Uma outra grande coisa que não posso deixar de citar é que eu consolidei a visão de que é possível viver assim, que eu também poso mudar o mundo assim.

#11 O que você precisa para escrever, registrar, documentar, para que você sinta claridade dos seus negócios?

Eu adquiri uma agenda para registrar tudo o que eu faço, colocar todas as ideias que flutuam na minha cabeça. Logo após a agenda, eu também fiz a resolução de colocar mais informações nos meus blogs, para que sejam públicas, para que eu possa compartilhar e também para que eu possa deixar tudo muito bem registrado.

 

Invocando 2015

É tempo de sonhar um sonho novo.

É tempo de criar um incrível ano para você, para seu mundo, para seu negócio, para o mundo.

Primeiro, comece com o PENSAMENTO.

Depois com a PALAVRA.

Depois com a AÇÃO.

É assim que a mudança acontece.

#01 Como o meu negócio vai ser em 2015?

Me negócio vai ser:

  • sucesso
  • glamouroso
  • brilhante
  • iluminador
  • clareador

#02 Nesse ano, eu dou permissão nos meus negócios para…

Fazer o que eu quero, o que o meu coração está chamando. Eu quero me divertir mais com ele, de encontrar mais pessoas divertidas como eu, de conectar mais.

#03 A missão do meu negócio é…

Me divertir, amar, ajudar e mudar o mundo.

#04 Quais são os objetivos de renda para 2015?

Eu quero ganhar 500 mil reais.

#05 Como você vai alcançar isso? Quantos produtos ou serviços você vai vender para fazer isso acontecer? Qual renda passiva você vai criar? Simule diferentes números para cada caso e veja como você se sente.

Eu estou criando vários projetos para encontrar as minhas metas:

  • Aparecium
  • Carolina Tomazetti
  • Um Devaneio Uma Vida
  • iAmarena
  • Clube de Brigaderia
  • Amarena Confeitaria

#06 O que você precisa fazer par criar e dar suporte ao negócio do qual virá a renda desejada?

Eu preciso melhorar os designs dos blogs. Preciso focar e definir detalhadamente as estratégias a serem utilizadas. Preciso produzir mais, mais conteúdo e mais conteúdo.

Preciso fazer e executar o projeto da minha confeitaria de forma bem divertida.

#07 Ao final de 2015, qual será o tamanho da sua lista de emails?

Juntando todas as listas, eu espero 100.000 emails.

#08 E também…

50.000 curtidas no Facebook

#09 Onde você gostaria de ser mencionada nesse ano?

Eu gostaria de ser mencionada em alguns blogs e revistas.

#10 Quais produtos ou serviços você vai criar esse ano?

Eu vou criar serviços de estratégias digitais e os produtos:

  • temas para blogs
  • plugins para blogs
  • cursos
  • agenda de blogs / acompanhamento de negócios
  • cupcakes
  • novos sabores de brigadeiro
  • macarrons

#11 Quantos posts você postará esse ano?

Eu quero postar 144 posts ao total, sendo uma média de um post por semana por blog.

#12 Quantas newsletter você enviará esse ano?

Eu sinto que seja no mínimo 144, ou seja, pelo menos uma newsletter para cada post. Sendo uma newsletter por mês por blog com conteúdo exclusivo para assinantes.

#13 Quais captura de emails você vai criar esse ano?

Em desenvolvimento.

#14 Quantos feriados você irá curtir esse ano?

TODOS!

Quando? Sempre que tiver.

O que você precisa fazer par fazer isso acontecer: disposição.

#15 O que eu preciso aprender esse ano para impulsionar eu e meus negócios para frente?

Eu preciso aprender:

  • mais estratégias
  • mais wordpress
  • css
  • html
  • negócios
  • confeitaria

#16 Com quem eu posso fazer um mastermind e pegar suporte de negócios?

Com a Gi.

#17 Como você pode melhorar a sua relação de trabalho com seus funcionários, contratados e fornecedores nesse ano?

Eu preciso, na verdade, fazer mais parcerias. Parcerias concretas e mais saudáveis.

#18 Como você poderá melhorar o suporte ao cliente nesse ano?

Eu posso melhorar através de parcerias ou de terceirização.

 

 

E você? Já revisou suas intenções para esse ano?